DSpace
Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DFP - Departamento de Fitopatologia >
DFP - Programa de Pós-graduação >
DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/906

Título: Óleos essenciais no controle da pinta preta do tomateiro
Autor(es): Lucas, Gilvaine Ciavareli
Orientador: Alves, Eduardo
Membro da banca: Souza, Paulo Estevão de
Gomes, Luiz Antonio Augusto
Abreu, Mario Sobral de
Souza, Sara Maria Chalfon de
Área de concentração: Fitopatologia
Assunto: Tomate - Doenças e pragas
Pinta preta - Controle
Indução de resistência
Microscopia eletrônica
Essências e óleos essenciais
Electron microscopy
Induction of resistance
Alternaria solani
Doença fúngica
Data de Defesa: 5-Mai-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Conselho Nacional de desenvolvimento científico e tecnológico (CNPq)
Referência: LUCAS, G. C. Óleos essenciais no controle da pinta preta do tomateiro. 2012. 92 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitopatologia) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: A pinta preta do tomateiro, que tem como agente etiológico fungos do gênero Alternaria, está entre as doenças mais importantes do tomateiro. A doença apresenta alto potencial destrutivo, incidindo sobre folhas, hastes, pecíolos e frutos, ocasionando elevados prejuízos econômicos. Óleos essenciais consistem em produtos promissores para o controle de doenças em plantas, pois não oferecem riscos à saúde humana e não agridem o meio ambiente. Diante do exposto, este trabalho foi realizado com os objetivos de: (i) avaliar o efeito in vitro dos óleos essenciais de canela (CA), citronela (CI), capim-limão (CL), cravo-da-índia (CR), tomilho (TO), eucalipto (EU) e árvore-de-chá (ME) sobre a germinação de conídios e crescimento micelial de Alternaria solani; (ii) avaliar o efeito destes óleos e das épocas de sua aplicação no controle da pinta preta do tomateiro; (iii) avaliar, ultraestruturalmente, o efeito dos óleos por meio de microscopia eletrônica de varredura em plantas tratadas e inoculadas com o patógeno e (iv) avaliar o potencial do óleo essencial de capim-limão na redução da pinta preta do tomateiro e na ativação de algumas respostas bioquímicas de defesa de plantas. Todos os óleos essenciais, exceto o de eucalipto, apresentaram efeito tóxico direto in vitro. Em casa de vegetação, todos os óleos essenciais promoveram redução parcial na severidade da pinta preta do tomateiro. Observações em microscópio eletrônico de varredura mostraram que os óleos essenciais são capazes de atrasar a germinação de conídios de A. solani e causar plasmolização das hifas, o que leva à redução do crescimento micelial do fungo. A expressão da indução de resistência induzida pelo óleo de capim-limão foi evidente por meio do aumento das atividades de peroxidades, polifenoloxidase, quitinases e β-1,3-glucanases. Não houve diferença significativa no teor de lignina e fenóis solúveis totais
Early blight of tomato, which is the etiologic agent fungi of the genus Alternaria, is among the most important diseases of tomato. The disease has high destructive potential, focusing on leaves, stems, petioles and fruits, causing high economic losses. Essential oils consist of promising products for controlling plant diseases, because they do not offer risks to human health and not attack the environment. Given the above, this work was carried out with the following objectives: (i) to evaluate in vitro the effect of essential oil of cinnamon (CN), Citronella (CI), lemongrass (LE), clove (CV), thyme (TH), eucalyptus (EU) and tea-tree (TT) on conidial germination and mycelial growth of Alternaria solani; (ii) evaluate the effect of these oils and times of their application in the control of early blight of tomato; (iii) evaluate the ultrastructurally effect of oils through scanning electron microscopy on treated plants and inoculated with the pathogen and (iv) evaluate the lemongrass essential oil potential on the reduction of early blight of tomato and the activation of some biochemical responses of plant defense. All essential oils except eucalyptus essential oil showed direct toxic effect in vitro. In the greenhouse, all essential oils promoted partial reduction in the severity of early blight of tomato. Observations by scanning electron microscopy showed that essential oils are able to delay the germination of A. solani spores and cause hyphal plasmolisis, which leads to reduction in mycelial growth. The expression of induced resistance induced by lemongrass oil was evident through the increased activity of peroxidases, polyphenol oxidase, chitinase and β-1,3-glucanases. No significant differences in lignin content and total soluble phenols
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitopatologia, área de concentração em Fitopatologia para a obtenção do título de Doutor
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/906
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DFP - Agronomia/Fitopatologia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Óleos essenciais no controle da pinta preta do tomateiro.pdf3,09 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback