DSpace
Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/911

Título: Expressão de genes associados à rota biossintética do ácido abscísico, giberelina e etileno durante o desenvolvimento e germinação de sementes de alface
Autor(es): Clemente, Aline da Consolação Sampaio
Orientador: Guimarães, Renato Mendes
Coorientador(es): Oliveira, João Almir
Membro da banca: Gomes, Luiz Antônio Augusto
Faria, José Marcio Rocha
Vieira, Antônio Rodrigues
Área de concentração: Produção Vegetal
Assunto: Lactuca sativa
Fitormônios
Dormência
Phytohormone
Dormancy
Data de Defesa: 12-Mar-2012
Data de publicação: 2013
Agência de Fomento: Conselho Nacional de desenvolvimento científico e tecnológico (CNPq)
Referência: CLEMENTE, A. da C. S. Expressão de genes associados à rota biossintética do ácido abscísico, giberelina e etileno durante o desenvolvimento e germinação de sementes de alface. 2012. 97 p. Tese (Doutorado em Agronomia/Fitotecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
Resumo: A alface é uma cultura de grande importância econômica e social, sendo cultivada e consumida em várias regiões do mundo. O cultivo da alface é realizado com a utilização de sementes, para isso, se faz necessário, sementes de alta qualidade fisiológica. No entanto, sementes de alface apresentam sensibilidade a altas temperaturas, com manifestação de dormência quando estão embebidas sob tal condição. Os fatores ambientais e internos como os fitormônios são responsáveis pela regulação das características de germinação e dormência nas sementes, sendo que a presença e a interação entre os fitormônios podem definir o grau de dormência e a habilidade de germinação em condições adversas. Essas características são adquiridas ao longo do desenvolvimento e podem acentuar ou diminuir após a maturação das sementes. O desequilíbrio hormonal entre inibidores de germinação e promotores de crescimento é a principal causa da indução ou superação da dormência de sementes. Estudos com aplicação exógena desses fitormônios têm sido realizados para entender o papel de cada fitormônio durante a germinação, porém ainda carece estudos em nível molecular para melhor compreender a atuação desses fitormônios durante o desenvolvimento de sementes e germinação. Com isso, objetivou-se analisar a expressão dos genes LsNCED, LsGA3ox1 e ACO-B ligados à rota biossintética do ácido abscísico, giberelina e etileno respectivamente, durante o desenvolvimento, germinação e dormência de sementes de alface por meio da técnica quantitative real time polymerase chain reaction (qRT-PCR). Para isso, no primeira fase utilizaram-se sementes das cultivares Everglades, Grand Rapids, Babá de Verão, Verônica, Salinas, Colorado e Regina 71, colhidas em quatro estágios de maturação (5, 10, 15 e 20 dias após a antese - DAA). Concluiu-se que, a expressão do gene LsNCED está relacionada com a imposição da dormência nos estágios finais do desenvolvimento; a expressão do gene LsGA3ox1 se dá nos estágios iniciais do desenvolvimento; a expressão do ACO-B é observado em maior frequência nos estágios iniciais (5 DAA) e tardios (20 DAA) durante o desenvolvimento, induzindo a germinação. O perfil de expressão dos genes LsNCED, LsGA3ox1 e ACO-B é dependente da cultivar. No segundo experimento, a expressão dos mesmos genes foi analisada em sementes germinadas e dormentes. Concluiu-se que, expressão do gene LsNCED se dá em sementes dormentes e está ligado à imposição da dormência em sementes de alface; a expressão do gene LsGA3ox1 é maior em sementes germinadas. O gene ACO-B se expressa de forma diferente nas sementes germinadas e dormentes dependendo do genótipo, indicando ações mistas nas diferentes características. Além disso, a sensibilidade aos fitormônios parece ser mais importante que o nível de expressão dos genes LsNCED, LsGAox e ACO-B entre as cultivares
Lettuce is a crop of great economic and social importance, and is cultivated and consumed in various regions of the world. The lettuce cultivation is accomplished with the use of seeds, for this, it is necessary, seeds of high physiological quality. However, lettuce seeds show sensibility to high temperatures, with dormancy expression when they are embedded on this condition. The environmental and internal factors such as phytohormones are responsible for regulating the characteristics of germination and seed dormancy, and the presence and interaction among the phytohormones can define the degree of dormancy and germination ability in adverse conditions. These characteristics are acquired during development and may increase or decrease after seed maturation. The hormonal imbalance between germination inhibitors and growth promoters is the main cause of inducing or overcoming seed dormancy. Studies with exogenous application these phytohormones have been conducted to understand the role of each phytohormone during seed germination, but still lacks studies on the molecular level to understand better the act of these phytohormones during seed development and germination. Thus, the objective was to analyze the genes expression LsNCED, LsGA3ox1 and ACO-B connected to the biosynthetic pathway of abscisic acid, gibberellin and ethylene respectively, during development, germination and dormancy of lettuce seeds by means quantitative real time polymerase chain reaction (qRT-PCR) technique. For this, in the first stage were used seeds of the from cultivars Everglades, Grand Rapids, Babá de Verão, Verônica, Salinas, Colorado e Regina 71, harvested at four maturation stages (5, 10, 15 and 20 days after anthesis - DAA.) It was concluded that gene expression LsNCED is related to the dormancy imposition in the final stages of development; LsGA3ox1 gene expression occurs in the early stages of seed development, the ACO-B expression is observed a higher frequency at the early stages (5 DAA) and late (20 DAA) during development, inducing germination. The genes expression profile LsNCED, LsGA3ox1 and ACO-B is dependent on the cultivate. In the second experiment, the expression of same genes was analyzed in seeds germinated and dormant. It was concluded that gene expression LsNCED occurs in dormant seeds and is connected to the imposition of dormancy in lettuce seeds; LsGA3ox1 gene expression is highest in seeds germinated. The ACO-B gene expressed at a different way in the germinated seeds and dormant, depending on the genotype, indicating mixed actions on different characteristics. Furthermore, sensibility to phytohormones appears to be more important than the gene expression level LsNCED, LsGAox and ACO-B among the cultivars
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Agronomia/Fitotecnia, área de concentração em Produção Vegetal, para a obtenção do título de doutor
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/911
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Expressão de genes associados à rota biossintética do ácido abscísico, giberelina e etileno durante o desenvolvimento e germinação de sementes de alface.pdf633,37 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback