Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9464
Título: Utilização de uma formulação de cloxacilina nanoestruturada para o tratamento da ceratoconjuntivite infecciosa bovina
Autor : Maia, Júlia Marques da Silva
Primeiro orientador: Guimarães, Alessandro de Sá
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Brandão, Humberto de Mello
Sousa, Raimundo Vicente de
Primeiro membro da banca: Costa, Geraldo Marcio da
Heinemann, Marcos Bryan
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Palavras-chave: Nanopartículas mucoadesivas
Pinkeye
Tratamento tópico
Mucoadhesive nanoparticles
Topical treatment
Data da publicação: 12-Mai-2015
Referência: MAIA, J. M. da S. Utilização de uma formulação de cloxacilina nanoestruturada para o tratamento da ceratoconjuntivite infecciosa bovina. 2015. 78 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: A ceratoconjuntivite infecciosa bovina (CIB) é uma importante afecção ocular dos bovinos. Um dos grandes desafios da CIB é o seu tratamento, uma vez que tanto as formulações tópicas quanto parenterais apresentam diversos inconvenientes. A aplicação de fármacos parenterais tem um período de carência maior e podem deixar resíduos no leite e na carne. Já a aplicação tópica é, muitas vezes, impossibilitada pela dificuldade de manejo, uma vez que são necessárias várias aplicações. Para contornar as limitações de tratamento, foi avaliado o uso de uma formulação nanoestruturada de cloxacilina. A CIB foi induzida experimentalmente em 46 bovinos, puros e mestiços, distribuídos em 3 grupos de forma homogênea quanto ao grau de sangue. Um grupo (n= 16) foi tratado com suspensão de nanopartículas de cloxacilina, outro (n=13) recebeu formulação de cloxacilina em veículo oleoso e o controle (n=17) não foi tratado. Os bovinos receberam 1 ml das formulações, na forma de colírio oftálmico, em duas aplicações, com intervalo de 4 dias entre elas. Os animais passaram por avaliações clínicas e por exames microbiológicos oculares. Após a primeira e a segunda aplicação, dia 6 e 9 respectivamente, foi observada uma redução acentuada dos sinais clínicos no grupo que recebeu a formulação nanoestruturada em relação aos demais grupos (p<0,05). Não houve diferença significativa entre os grupos com relação ao isolamento do agente (p=0,85), no dia 6. Após o segundo tratamento, dia 9, não houve diferença significativa entre os grupos tratados com a formulação nanoestruturada e a formulação oleosa, com relação ao isolamento do agente (p=0,07), mas houve diferença entre o grupo tratado com a formulação nanoestruturada e o controle (p=0,012). Os resultados indicam que a formulação nanoestruturada se mostrou mais eficaz na redução dos sinais clínicos e da carga bacteriana quando comparada aos demais grupos.
Abstract: The infectious bovine keratoconjunctivitis (IBK) is an important ocular disease of cattle. One of the great challenges of IBK is its treatment, given that both topical and parenteral formulations present several drawbacks. The application of parenteral drugs has a longer grace period and may leave residues in milk and meat. The topical application is often precluded by handling difficulty, since many applications are required. In order to circumvent treatment limitations, we evaluated the use of a nanostructured formulation of cloxacillin. The IBK was experimentally induced in 46 calves, both pure and crossbred, homogeneously divided into 3 groups according to blood degree. One group (n = 16) was treated with a suspension of cloxacillin nanoparticles, and another (n = 13) received an oil based cloxacillin formulation and the control (n = 17) was not treated. The animals received 1 ml of the formulations, in the form of eye drops, in two applications with interval of 4 days between each. The animals underwent clinical evaluations and ocular microbiological exams. After the first and second applications, day 6 and 9 respectively, we observed a pronounced reduction of the clinical signs in the group receiving the nanostructured formulation when compared to the remaining groups (p < 0.05). There was no significant difference between the groups regarding the isolation of the agent (p = 0.85) on day 6. After the second treatment, day 9, there was no significant difference between the groups treated with the nanostructured formulation and the oil based formulation, regarding the isolation of the agent (p = 0.07), but there was difference between the group treated with the nanostructured formulation and the control (p = 0.012). The results indicate that the nanostructured formulation was more effective in reducing clinical signs and bacterial load when compared to the remaining groups.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9464
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.