Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9466
Título: Ambiência e comportamento de leitões em duas tipologias de creche: avaliação e modelagem fuzzy
Título(s) alternativo(s): Environment and piglets behavior in nursery two typologies: evaluation and fuzzy modeling
Autor : Freitas, Letícia Cibele da Silva Ramos
Primeiro orientador: Campos, Alessandro Torres
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Schiassi, Leonardo
Yanagi Junior, Tadayuki
Primeiro membro da banca: Sousa, Francine Aparecida
Área de concentração: Construções e Ambiência
Palavras-chave: Ambiência térmica
Gases
Nível de pressão sonora
Conjuntos fuzzy
Construções rurais
Instalações para suínos
Thermal Environment
Gases
Sound pressure level
Fuzzy sets
Rural buildings
Swine installations
Data da publicação: 12-Mai-2015
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: FREITAS, L. C. da S. R. Ambiência e comportamento de leitões em duas tipologias de creche: avaliação e modelagem fuzzy. 2015. 91 p. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: As condições ambientais nas instalações de confinamento suinícolas são de suma importância para o sucesso produtivo, principalmente na fase de creche, pois é a fase que pré-determina o desempenho dos animais nas fases posteriores. Quando os animais são expostos a condições de desconforto, eles apresentam alterações comportamentais, como por exemplo, redução na ingestão de alimento, comprometendo assim a produção. Diante do exposto, objetivou-se com o presente trabalho, avaliar duas diferentes instalações de creches de suínos no que se refere ao conforto térmico, presença de gases, nível de pressão sonora (ruído) e comportamento frente às condições térmicas do ambiente. O trabalho foi realizado nas instalações da Granja Niterói, localizada no município de Lavras-MG. A granja possui sistema de produção de suínos de ciclo completo, ou seja, os animais são confinados do nascimento ao abate. Foram utilizadas uma baia de cada tipologia de creche sendo que a creche 1 possui baias de alvenaria e piso vazado de metal e a creche 2 baias de ripas de madeira e piso vazado de plástico. O experimento foi conduzido no delineamento em blocos casualizados com parcelas subdivididas, as quais foram compostas pelas creches (1 e 2) e ambiente externo, as subparcelas nos horários (1 a 24 h), e as repetições dos dias de coletas (15 dias). Os dados de temperatura do ar (°C), umidade relativa do ar (%) e o índice de temperatura do globo e umidade (ITGU) foram coletados ao longo do dia em intervalos de 10 minutos, sendo submetidos à análise de variância e as médias comparadas pelo teste de Scott-knott a nível de 5% de probabilidade. Foram realizadas em 15 dias não consecutivos, as coletas dos gases, amônia (NH3) e dióxido de carbono (CO2), além do nível de pressão sonora e a análise realizada por meio da estatística descritiva. O comportamento dos animais foi analisado através da frequência comportamental. De posse das análises de comportamento foi desenvolvido um modelo fuzzy para predizer a taxa de conforto a partir do comportamento de leitões em função da idade e das variáveis térmicas. Os resultados obtidos demonstraram que não houve diferença entre as duas tipologias de creche em relação à qualidade do ar, nível de pressão sonora e condições térmicas, porém houve diferença entre os horários de coleta de dados, sendo o período da manhã confortável e o período da tarde em condições de estresse por calor. Os gases e nível de pressão sonora não ultrapassaram o limite máximo estabelecido pelas normas vigentes. De acordo com as respostas comportamentais dos animais, menos de 50% do período de confinamento, as instalações propiciam condições de conforto térmico, sendo a creche 2 mais confortável que a creche 1. O modelo fuzzy desenvolvido em função da idade dos leitões e do ITGU mostrou-se adequado para a predição da taxa de conforto térmico a partir do comportamento dos animais.
Abstract: The environmental conditions of the swine confinement facilities are of great importance for obtaining success in productivity, especially in the nursery phase, since this phase pre-establishes the development of these animals in the later stages. When the animals are exposed to uncomfortable conditions, they present altered behavior, such as lower feeding rates, thus compromising the productivity. With the exposed, the objective of the present work was to evaluate two distinct swine nursery facilities according to their thermal comfort, presence of gases, noise, and behavior according to the thermal conditions of the environment. The study took place at Granja Niterói facilities, located in the municipality of Lavras, MG, Brazil. The facility presents complete cycle swine production system, that is, the animals are confined from birth to slaughter. We used two styles of nursery stalls: nursery 1 with masonry stalls with fully slatted metal flooring, and nursery 2 had wooden stalls with fully slatted plastic flooring. The experiment was conducted in a randomized blocks design with split-plot scheme, which were composed by the nurseries (1 and 2) and the external environment, the subplots in hours (1 to 24 h), and the replicates of the collection dates (15 days). The data for air temperature (°C), relative humidity (%), and black globe humidity index (BGHI) were collected throughout the day at 10 minute intervals, being submitted to analysis of variance with the means compared by the Scott-Knott test at 5% probability. We collected the gasses, ammonia (NH3) and carbon dioxide (CO2) in 15 non-consecutive days, in addition to the sound pressure level and analysis by means of descriptive statistics. Animal behavior was analyzed by means of the behavioral frequency. With the behavioral analysis, we developed a fuzzy model in order to predict the comfort rate based on the behavior of the piglets in relation to age and temperature variation. The results obtained demonstrated that there was no difference between the two nursery types in relation to air quality, sound pressure level and thermal condition. However, there was difference between data collection times, with the morning period being comfortable and the afternoon period being thermally stressful conditions. The gas and sound pressure levels did not exceed the maximum levels established by the current regulations. According to the behavioral responses of the animals, the installations provided thermal comfort in less than 50% of the confinement period, with nursery 2 being more comfortable than nursery 1. The fuzzy model developed in relation to age of the piglets and the BGHI was proven adequate in predicting thermal comfort rates from animal behavior.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9466
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DEG - Engenharia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_Ambiência e comportamento de leitões em duas tipologias de creche: avaliação e modelagem fuzzy.pdf1,11 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.