Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9789
Título: Ritmo diário de genes relacionados com o eixo somatotrópico e resposta gênica causada pela aplicação única de GH em Tilápia
Autor : Costa, Leandro Santos
Primeiro orientador: Rosa, Priscila Vieira e
Primeiro membro da banca: Sanchez Vazquez, Francisco Javier
Segundo membro da banca: Lopez Olmeda , José Fernando
Terceiro membro da banca: Silva, Rodrigo Fortes da
Quarto membro da banca: Pereira, Luciano José
Palavras-chave: Fator de crescimento semelhante à insulina
Insulin-like growth fator
Fisiologia
Physiology
Peixe
Fishes
Polipeptídeo hipofisário ativador de adenilato ciclase
Pituitary adenylate cyclase-activating polypeptide
Receptor do hormônio do crescimento
Growth hormone receptor
Data da publicação: 19-Ago-2015
Agência(s) de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: COSTA, L. S. Ritmo diário de genes relacionados com o eixo somatotrópico e resposta gênica causada pela aplicação única de GH em Tilápia. 2015. 97 p. Tese (Doutorado em Zootecnia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: Com o objetivo de avaliar a presença de ritmos biológicos e os efeitos da administração de hormônio do crescimento (GH) sobre o eixo somatotrópico de tilápias (Oreochromis niloticus), alimentadas em ML (alimentação no meio do dia) ou MD (alimentação no meio da noite), foram executados dois experimentos no Laboratório de cronobiologia da Universidad de Murcia, Espanha, utilizando-se 96 animais (48 em cada experimento), com peso médio de 88,97 ± 36,8 g. Em ambos os experimentos foram avaliadas as expressões de mRNA de gh na hipófise; pacap-1a e pacap-1b no hipotálamo; o ghr-1, ghr-2, igf-1, igf2a e igf-2r no fígado e ghr-1, ghr-2, igf-1ra e igf-2r no músculo, por qPCR e o GH plasmático foi analisado pelo método de ELISA. No primeiro experimento, os animais foram divididos em oito grupos (seis animais por grupo), sendo quatro alimentados em ML e quatro em MD. Os tecidos da hipófise, hipotálamo, fígado, músculo e o sangue foram coletados a cada seis horas (ZT3, ZT9, ZT15 e ZT21) e em cada ponto foram utilizados todos os animais de um grupo comendo em ML e MD. Os dados de expressão gênica e GH plasmático foram analisados pelo teste de COSINOR (p<0,05) para detectar a presença de ritmos diários. Somente os ghr-1 e ghr-2 em animais comendo em ML apresentaram ritmos no fígado, registrando a mesma acrofase (2 h 59 min). No músculo, somente o ghr-1 apresentou ritmo, com acrofase às 4 h 10 min e às 9 h 01min, para animais comendo em ML e MD, respectivamente. No segundo experimento, os animais foram divididos em oito grupos (seis animais por grupo), sendo quatro com alimentação em ML e quatro em MD. Dos grupos alimentados em ML, um recebeu injeção de GH e o outro de solução salina (controle), às ZT3, enquanto os outros dois grupos receberam às ZT15. O mesmo procedimento foi feito com os peixes que recebiam alimentação em MD. Os dados foram submetidos à ANAVA, com teste post-hoc de Tukey (p<0,05) para avaliar a diferença entre os grupos, e ao teste F para detectar diferenças entre os animais injetados e seu controle. A administração de GH não provocou nenhum efeito sobre a expressão dos genes avaliados no hipotálamo e hipófise. A expressão gênica de igf-2a no fígado e o igf-2r no músculo, em animais alimentados em ML, foi estimulada, de forma simultânea, pela administração de GH às ZT15. O ghr2 foi estimulado, no fígado e no músculo, pela administração de GH às ZT15, porém, sua resposta no músculo foi mais intensa em animais alimentados em ML, do que em MD. Os dois experimentos apresentados mostram que os juvenis de tilápia apresentam ritmos de expressão de alguns dos genes do eixo somatotrópico e que a hora de administração do hormônio de crescimento afeta a resposta fisiológica do animal.
Abstract: With the aim of assess the existence of biological rhythms and the effects of exogenous GH administration on the somatotropic axis of tilapia (Oreochromis niloticus) fed either at ML or at MD, two experiments were performed at the University of Murcia-ES, using 96 animals (48 fish per experiment) with an average body weight of 88.97 ± 36.8 g (mean ± S.D.). In both experiments, we evaluated the mRNA expression, by means of qPCR, of gh in the pituitary; pacap-1a and pacap-1b in the hypothalamus; ghr-1, ghr-2, igf-1, igf-2a and igf-2r in the liver; and ghr-1, ghr-2, igf-1ra e igf-2r in the muscle. In addition, plasma GH was evaluated by means of ELISA. In the first experiment, the animals were divided into 8 groups (n=6), 4 of them were fed at ML and 4 were fed at MD. Samples from pituitary, hypothalamus, liver, muscle and plasma were collected every 6 hours (ZT3, ZT9, ZT15 and ZT21). In each time point, all animals from one of the groups fed at ML and one of the groups fed at MD were collected. Data from gene expression and plasma GH were subjected to Cosinor test (p<0.05) to detect the presence of daily rhythms. Only ghr-1 and ghr-2 in ML-fed animals displayed significant rhythms in liver, located at a similar acrophase (2:59 hrs). In muscle, only ghr-1 showed a significant rhythm, with an acrophase at 4:10 and 9:01 in fish fed at ML and MD, respectively. In the second experiment, fish were divided into 8 groups (n=6), with 4 groups being fed at ML and 4 fed at MD. In 2 groups fed at ML, one group was injected with GH and the other with saline solution (control), both at ZT3; for the other 2 groups, one was injected with GH and the other with saline solution, both at ZT15. The same procedure was performed with the fish fed at MD. Data were subjected to one-way ANOVA followed by a Tukey post hoc test (p<0.05) to check for statistically significant differences between groups and an F-test to check for differences between each injected groups and its respective control. GH administration did not induce any effect on the genes studied in hypothalamus and pituitary. igf-2a gene expression in the liver and igf-2r expression in the muscle, in animals fed at ML, were stimulated by GH administration at ZT15. ghr2 was stimulated, both in liver and muscle, by GH administration at ZT15, although the response was higher in animals fed at ML than in fish fed at MD.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9789
Idioma: por
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_Ritmo diário de genes relacionados com o eixo somatotrópico e resposta gênica causada pela....pdf1,27 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.