Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Programa de Pós-graduação >
DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1075

Título: Avaliação do potencial farmacológico de café (Coffea arabica L.) verde e torrado
Autor(es): Moreira, Maria Eliza de Castro
Orientador: Pereira, Rosemary Gualberto Fonseca Alvarenga
Membro da banca: Paula, Fernanda Borges de Araújo
Nascimento, Carlos Giovani de Oliveira
Coelho, Sandra Bragança
Pereira, Michel Cardoso de Angelis
Assunto: Atividade anti-inflamatória
Atividade antioxidante
Ácido clorogênico
Trigonelina
Inflammatory activity
Antioxidant activity
Chlorogenic acid
Trigonelline
Data de Defesa: 15-Abr-2013
Data de publicação: 2013
Referência: MOREIRA, M. E. de C. Avaliação do potencial farmacológico de café (Coffea arabica L.) verde e torrado. 2013. 113 p. Tese (Doutorado em Ciência dos Alimentos)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2013.
Resumo: O café é uma das matérias-primas com maior importância no comércio internacional e uma das bebidas mais apreciadas em todo mundo, principalmente por seus atributos sensoriais e efeito estimulante. Devido ao seu elevado e distribuído consumo mundial, os potenciais efeitos na saúde tem sido estudados em diversos modelos experimentais, tendo sido provado que seu consumo pode contribuir para a redução de ocorrência de doenças como Parkinson, diabetes, Alzheimer, perda de peso e hepatopatias. Os grãos de café possuem uma grande quantidade e variedade de polifenóis e flavonoides. O processo de torra altera a composição do café, afetando principalmente os polifenóis, podendo gerar outros compostos pela reação de Maillard. Muitos desses compostos possuem atividade anti-inflamatória e antioxidante. Neste trabalho os extratos aquosos de café verde (AGCa) e torrado (ARCa) e os extratos etanólicos de café verde (EGCa) e torrado (ERCa), foram investigados quanto a sua atividade anti-inflamatória e antioxidante, utilizando modelos animais e in vitro (DPPH). No teste da formalina, todos os extratos de Coffea arabica L. inibiram a lambida de pata na última fase (20-30 min.) analisada. A redução do edema de pata na terceira hora foi demonstrada em todos os extratos testados. Os extratos aquosos e etanólicos de café foram capazes de diminuir o número de leucócitos na cavidade peritoneal dos animais quando estimulados pelo lipopolissacarídeo de E coli. A atividade antioxidante dos extratos de café verde foram maiores do que os padrões utilizados (butilidroxitolueno e ácido ascórbico). Os resultados indicam que os extratos de café possuem atividade anti-inflamatória e antioxidante.
Coffee has been enjoyed as a drink by millions of people worldwide for at least one thousand years. Due to their unique taste and flavour, coffee brews are among the most consumed beverages in Europe and America. Coffee is consumed for social engagements, leisure, enhancement of work performance and well-being. Epidemiological and experimental studies have indicated positive effects of regular coffee consumption on various aspects of health, such as Alzheimer’s disease, Parkinson’s disease, diabetes, gonad and liver function and cancer. Green coffee contains a large quantity and variety of polyphenols and flavonoids. The roasting affects the composition of the polyphenols in coffee, due to the formation of compounds generated by Maillard reaction, which can have anti-inflammatory or antioxidant potential. The anti-inflammatory and antioxidant effects of aqueous extract of green (AGCa), aqueous extract of roasted (ARCa), ethanol extract of green (EGCa) and ethanol extract of roasted (ERCa) coffee beans were investigated in animal models and using a DPPH radical scavenging test. In the formalin test the extracts reduced licking activity only in the late phase. The extracts of Coffea arabica L. significantly reduced paw edema at three hours after stimulus. Leukocyte recruitment into the peritoneal cavity was inhibited by the extracts. The antioxidant activities of the extracts were higher than the reference antioxidants, ascorbic acid and butylated hydroxytoluene. These results indicate that coffee extracts exhibit anti-inflammatory and antioxidant properties.
Informações adicionais: Tese apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos, para a obtenção do título de Doutor.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1075
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Ciência dos Alimentos - Doutorado (Teses)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
TESE_Avaliação do potencial farmacológico de café (Coffea arabica L.) verde e torrado.pdf602,18 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback