Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DBI - Departamento de Biologia >
DBI - Programa de Pós-graduação >
DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1182

Title: Otimização da produção de tanase por Aspergillus sp. em fermentação em estado sólido (FES)
???metadata.dc.creator???: Costa, Patrícia Nirlane da
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Cardoso, Patrícia Gomes
???metadata.dc.contributor.advisor-co???: Guimarães, Luís Henrique Souza
???metadata.dc.contributor.referee1???: Batista, Luís Roberto
Dias, Disney Ribeiro
???metadata.dc.description.concentration???: Microbiologia Agrícola
Keywords: Aspergillus sp.
Fermentação em estado sólido (FES)
Taninos
Solid-state fermentation
Enzimas
Microbiologia industrial
Enzymes
???metadata.dc.date.submitted???: 28-Feb-2012
Issue Date: 2013
???metadata.dc.description.sponsorship???: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Citation: COSTA, P. N. da. Otimização da produção de tanase por Aspergillus sp. em fermentação em estado sólido (FES). 2012. 73 p. Dissertação (Mestrado em Microbiologia Agrícola) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2012.
???metadata.dc.description.resumo???: A produção de tanase por Aspergillus sp. em fermentação em estado sólido (FES) foi investigada utilizando folhas de diferentes espécies vegetais, como folhas de manga (Mangifera indica L.), de jambolão (Syzygium cumini), de café (Coffea arabica L.) e diferenes resíduos agroindustriais, como cascas de café, de arroz e farelo de trigo. Entre os substratos testados, folha de jambolão apresentou alto conteúdo de taninos e proporcionou melhor produção de tanase por Aspergillus sp. A metodologia de superfície de resposta foi aplicada para otimizar em escala laboratorial a produção de tanase usando folhas de Jambolão em FES por Aspergillus sp. O Delineamento de Plackett e Burman foi conduzido para avaliar o efeito de algumas variávies na produção de tanase, incluindo temperatura de cultivo (oC), nível de umidade (água de torneira: substrato), ácido tânico % (m/m), glicose % (m/m), ácido gálico % (m/m), nitrato de potássio % (m/m), extrato de levedura % (m/m), sulfato de amônio % (m/m), quantidade de substrato (g), concentração de inóculo (esporos/g de substrato), tempo de incubação (dias) e pH. Entre as variáveis testadas, o tempo de incubação, a concentração de nitrato de potássio e a de ácido tânico apresentaram efeito significativo na produção da enzima. O melhor tempo de incubação foi avaliado e as demais variáveis foram otimizadas usando o Delineamento Composto Central Rotacional (22) e metodologia de superfície de resposta. As melhores condições para produção de tanase foram: tempo de incubação de dois dias; concentração de ácido tânico de 1,53% (m/m) e concentração de nitrato de potássio de 2,71% (m/m). Após o processo de otimização, a atividade de tanase aumentou 4,65 vezes.
The production of tannase by Aspergillus sp. under solid-state fermentation (SSF) was investigated using leafy of different plants species, such as Mango (Mangifera indica L.), Jamun (Syzygium cumini), Coffee (Coffea arabica L.) and different agro-industrial residues, such as coffee and rice husks, and wheat bran. Among different substrates used, Jamun leaves showed high content of tannins and yielded high tannase production by Aspergillus sp. Surface response methodology was applied to the optimization in laboratory scale production of tannase using Jamun leaves in SSF for Aspergillus sp. The Plackett-Burman design was conducted to evaluate the effects of some variables, including growth temperature (oC), moisture level (tap water: substrate), tannic acid % (w/w), glucose % (w/w), gallic acid % (w/w), potassium nitrate % (w/w), yeast extract % (w/w), ammonium sulfate % (w/w), substrate quantity (g), inoculum concentration (spores/ g of substrate), incubation time (days) and pH on the production of tannase. Among these variables tested, incubation time, potassium nitrate concentration and tannic acid had significant effects on enzyme production. The best incubation time was evaluated and others variables were optimized using the Central Composite Rotatable Design (22) and surface response methodology. The best conditions for tannase production were: incubation time of two days; tannic acid concentration of 1.53% (w/w) and potassium nitrate concentration of 2.71% (w/w). After the optimization process, the tannase activity increased 4.65-fold.
Description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Microbiologia Agrícola, área de concentração em Microbiologia Agrícola, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1182
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DBI - Microbiologia Agrícola - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
DISSERTAÇÃO_Otimização da produção de tanase por Aspergillus sp. em fermentação em estado sólido (FES).pdf899.91 kBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback