Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Programa de Pós-graduação >
DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3142

Título: Utilização de resíduos agroindustriais como substratos para produção de enzimas pectinolíticas pelo agente biológico 'G088'
Autor(es): Costa, Lívia Martinez Abreu Soares
Orientador: Pimenta, Carlos José
Coorientador(es): Chalfoun, Sara Maria
Membro da banca: Pimenta, Maria Emilia de Sousa Gomes
Assunto: Agroindústrias - Resíduos
Enzimas
Pectinase
Substrato
Residue agroindustrial
Enzyme
Pectinase
Data de Defesa: 27-Fev-2007
Data de publicação: 21-Ago-2014
Referência: COSTA, L. M. A. S. Utilização de resíduos agroindustriais como substratos para produção de enzimas pectinolíticas pelo agente biológico 'G088'. 2007. 86 p. Dissertação (Mestrado em Ciência dos Alimentos)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2007.
Resumo: Recentemente, um grande número de microrganismos, isolado de diferentes materiais tem sido selecionado, por sua habilidade de degradar os polissacarídeos presentes em biomassa vegetal produzindo pectinases (enzimas pectinolíticas) em substratos sólidos. Vários resíduos agro-industriais e subprodutos tais como bagaço de laranja, bagaço de cana de açúcar, farelo de trigo, casca de café e outros resíduos de processamento de alimentos são substratos eficazes para a produção de enzimas pectinolíticas. A aplicação de resíduos é uma forma de utilizar substratos alternativos e solucionar problemas de poluição para as indústrias e de custo na produção de enzimas. As enzimas pectinolíticas, que degradam a pectina presente na lamela média e parede celular primária, têm grande importância comercial para diversas aplicações industriais, como melhorar os rendimentos de suco e clarificação na indústria de alimentos, cervejaria e indústria farmacêutica e têxtil. Objetivou-se com este trabalho avaliar o potencial de produção de enzimas pectinolíticas pelo agente biológico "G088" em resíduos vegetais utilizados como substratos. A primeira etapa foi inocular o agente biológico nos diferentes substratos: bagaço de laranja, bagaço de cana de açúcar, casca de uva, casca de maracujá, casca de café e arroz. As atividades enzimáticas de poligalacturonase (PG) e pectina metil esterase (PME) dos substratos foram avaliadas, o melhor resultado para cada enzima foi em função do tempo de cultivo e do tipo de substrato. Foram feitas análises de quantificação de pectina, pH, umidade e acidez titulável dos substratos com inóculo e da composição centesimal dos substratos sem inóculo. Os diferentes substratos apresentaram atividade das pectinases, poligalacturonase (PG) e pectina metil esterase (PME), com destaque para a casca de uva e arroz. Porém o melhor substrato para produção de PG (117,35 U/g) e PME (1760 U/g) aos 14 dias foi à casca de uva. A composição do substrato tem influência direta na produção de PG e PME.
Recently a large number of microorganisms isolated from different kind of materials have been selected in function of their ability to degrade the polysaccharides present in vegetal biomasses producing pectinases (pectinolitic enzymes). Several agro-industrial residues and sub-products like as orange bagasse, sugar cane bagasse, bread wheat, coffee spent-ground and other residues resultants of food processing are interesting substrates to production of pectinolitic enzymes. The application of residues is an alternative choice to obtain substrates solution questions about environmental pollution and to reduces the costs of production of enzymes. The pectinolitic enzymes, that degrade the pectin present in abundance on middle lamella and primary cell wall have a considerable commercial importance to several industrial applications such as improve the revenue of juice and clarification in the food process in beer industries, pharmaceutically and textile industries. The aim of this research was to evaluate the potential capacity of production of pectinase by fungi in different vegetal residues. In first step the fungi was inoculated in different substrates: orange bagasse, sugar cane bagasse, grape bagasse, passion fruit bagasse and coffee and rice spent-ground. The enzymatic activity of poligalacturonase (PG) and pectin metil esterase (PME) in substrates was evaluated and the better result from each enzyme was in function of time of cultivation and kind of substrate. There was done analysis of substrate composition and pH, humidity, ATT and pectin contents. The fungi produced pectinase, poligalacturonase (PG) and pectin metal esterase (PME) in all researched substrates.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3142
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Utilização de resíduos agroindustriais como substratos para produção de enzimas pectinolíticas pelo agente biológico 'G088'.pdf459,86 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback