Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Programa de Pós-graduação >
DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3143

Título: Formação de biofilme em aço inoxidável, biotransferência e sensibilidade de Listeria monocytogenes a óleos essenciais
Autor(es): Oliveira, Maíra Maciel Mattos de
Orientador: Piccoli, Roberta Hilsdorf
Membro da banca: Cardoso, Maria das Graças
Alves, Eduardo
Assunto: Listeria monocytogenes
Biofilme
Essências e óleos essenciais
Sanificantes
Data de Defesa: 5-Fev-2009
Data de publicação: 21-Ago-2014
Referência: OLIVEIRA, M. M. M. de. Formação de biofilme em aço inoxidável, biotransferência e sensibilidade de Listeria monocytogenes a óleos essenciais. 2009. 154 p. Dissertação (Mestrado em Ciência dos Alimentos)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2009.
Resumo: A formação de biofilmes em superfícies industriais pode levar à contaminação de alimentos. Dentre os microrganismos envolvidos, destaca-se Listeria monocytogenes, devido à sua distribuição ubíqua, capacidade de sobrevivência em condições adversas e elevada patogenicidade. Logo, o desenvolvimento de novas alternativas de controle é fundamental. Este trabalho foi realizado no intuito principal de estudar a formação do biofilme por L. monocytogenes ATCC 19117 sobre superfície de aço inoxidável AISI 304 (#4) e avaliar a sensibilidade de células planctônicas e sésseis frente à ação antibacteriana dos óleos essenciais de Cymbopogon citratus (D.C.) Stapf. e Cymbopogon nardus (L.) Rendle. A extração dos óleos essenciais foi realizada por hidrodestilação utilizando-se aparelho de Clevenger modificado. O efeito bacteriostático de diferentes concentrações dos óleos essenciais, puros e em combinação, foi avaliado pela técnica de difusão em ágar. As concentrações mínimas inibitórias (CMIs) encontradas foram utilizadas na determinação do tempo de ação bactericida. A formação do biofilme foi realizada sobre superfície de cupons de aço inoxidável, utilizando-se como substrato caldo triptona de soja, com incubação a 37°C e agitação de 50 rpm. O número de células aderidas foi determinado após 3, 48, 96, 144, 192 e 240 horas e o potencial de biotransferência a partir das 96 horas. Cupons de aço inoxidável foram submetidos à microscopia eletrônica de varredura (MEV) após 3, 144 e 240 horas. Soluções sanificantes à base de óleos essenciais e uma solução sanificante controle foram testadas em duas etapas de formação do biofilme (3 e 240 horas) em dois tempos de contato (15 e 60 minutos). As quantidades de óleos essenciais utilizadas nas soluções sanificantes foram baseadas nas CMIs e os tempos de contato foram determinados a partir dos tempos de ação bactericida. Cupons de aço inoxidável submetidos às soluções sanificantes foram analisados por MEV e tiveram o número de células aderidas determinado. As CMIs encontradas foram de 1,56% (v/v), para o óleo essencial de C. citratus e para a combinação dos óleos essenciais e de 3,56% (v/v) para o óleo essencial de C. nardus. Observou-se efeito bactericida para os óleos essenciais, puros e em combinação, quando estes foram utilizados na concentração mínima inibitória (CMI). Pelo número de células aderidas e MEV observou-se que L. monocytogenes aderiu rapidamente à superfície, formando biofilme maduro após 240 horas. O potencial de biotransferência da bactéria ao substrato foi observado em todas as etapas analisadas. As soluções sanificantes à base de óleo essencial mostraram-se efetivas na redução do número de células aderidas, principalmente após 60 minutos de contato. A solução sanficante constituída da combinação dos óleos essenciais foi capaz de reduzir 100% (5,64 Log UFC.cm-2) do número de células aderidas após 60 minutos de contato às 240 horas de formação do biofilme. Pela MEV observaram-se alterações estruturais na superfície bacteriana, provavelmente causadas pela atuação dos óleos essenciais na membrana citoplasmática. Apesar de L. monocytogenes apresentar risco para as indústrias de alimentos, devido à capacidade de rápida adesão e ao potencial de biotransferência, óleos essenciais de C. citratus e C. nardus apresentam atividade antibacteriana frente a células planctônicas e sésseis e são novas alternativas naturais a sanificação de superfícies de aço inoxidável. O efeito sinergístico da combinação dos mesmos não deve ser descartado e representa uma maneira de potencializar a atividade individual desses compostos.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3143
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Formação de biofilme em aço inoxidável, biotransferência e sensibilidade de Listeria monocytogenes a óleos essenciais.pdf7,6 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback