Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34709
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.creatorMaciel dos Santos Ramos, Cristian-
dc.date.accessioned2019-06-10T23:43:20Z-
dc.date.available2019-06-10-
dc.date.available2019-06-10T23:43:20Z-
dc.date.issued2019-06-10-
dc.date.submitted2018-07-19-
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/34709-
dc.languageporpt_BR
dc.publisherUniversidade Federal de Lavraspt_BR
dc.rightsacesso abertopt_BR
dc.rightsAttribution 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by/4.0/*
dc.subjectTeoria das incapacidades. Pessoa com Deficiência. Representação Legal. Curatela. Interdição.pt_BR
dc.subjectIncapacities Theory. Person with disabilities. Legal representation. Curatorship. Interdiction.pt_BR
dc.titleESTATUTO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA: MUDANÇAS PARADIGMÁTICAS NA TEORIA DAS INCAPACIDADES E ENSAIOS ACERCA DA INTERPRETAÇÃO MAIS ADEQUADA DA LEGISLAÇÃOpt_BR
dc.typeTCCpt_BR
dc.publisher.initialsUFLApt_BR
dc.publisher.countrybrasilpt_BR
dc.contributor.advisor1Fernanda Tenório Sêco, Thaís-
dc.contributor.advisor2Fernandes Berlini, Luciana-
dc.description.resumoA pesquisa voltou-se para a análise do impacto provocado pelo advento do Estatuto da Pessoa com Deficiência (Lei 13.146/15) sobre os institutos das incapacidades, da representação e da curatela. Para tanto, foi realizado levantamento bibliográfico voltado a pontuar os diferentes posicionamentos sobre a questão, e, a partir do seu confronto, indicar direções para tratativa teórica do tema. Foram priorizados os aspectos teóricos, lógicos e conceituais a propiciar um arcabouço dedutivo, ou seja, parte-se dos princípios para deles deduzir as regras e, enfim, a aplicação prática dos institutos. Assim, o trabalho é exposto em três partes, a saber: (1) a título de contextualização, a apresentação dos institutos basilares, a saber, a personalidade jurídica, a capacidade de direito e a capacidade de agir; (2) análise da legislação primordial com enfoque na subsistência (ou não) do instituto da representação legal no ordenamento Pátrio; (3) o confronto com a normativa contida no Novo Código de Processo Civil que resgatou a terminologia da “interdição”. Ademais, através de estabelecimentos de parâmetros orientadores, foi construída uma tentativa de indicativo da melhor interpretação da legislação em voga, no particular em relação ao instituto da curatela.pt_BR
dc.publisher.departmentDepartamento de Direitopt_BR
Appears in Collections:PRG - Direito (Trabalhos de Conclusão de Curso)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Cristian Maciel dos Santos Ramos - TCC.pdf535,34 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons