Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38344
Título : O debate teórico-metodológico na ciência política e o pensamento social e político brasileiro
Título(s) alternativo(s): The theoretical and methodological debate in political science and the brazilian social and political thought
Autor: Moreira, Marcelo Sevaybricker
Palavras-chave: Ciências políticas
Teoria política
Pensamento político brasileiro
Political sciences
Political theory
Brazilian political thought
Publicador: Universidade Federal de São Carlos
Data da publicação: 2012
Referência: MOREIRA, M. S. O debate teórico-metodológico na ciência política e o pensamento social e político brasileiro. Teoria & Pesquisa: Revista de Ciência Política, São Carlos, v. 21, n. 1, p. 73-89, jan./jun. 2012.
Resumo : O presente trabalho procura refletir criticamente sobre o lugar usual da teoria política e do pensamento social e político brasileiro no âmbito acadêmico e intelectual da moderna ciência política brasileira. Para isso, realizamos uma breve análise histórica da formação desse campo epistêmico nos Estados Unidos e no Brasil, destacando as semelhanças e diferenças desse processo nos dois países. Argumentamos contra uma visão naturalista e de inclinação positivista que contribui para que a reflexão teórica da política fique apartada da discussão mais empírica. Propomos, destarte, uma ciência política que seja capaz de incorporar a dimensão “subjetiva”, a cultura política, como parte inerente à prática política do cotidiano, através do conceito de linguagens políticas. Essas linguagens, utilizadas pelos atores políticos, são inevitavelmente compostas de conceitos e valores, conferindo inteligibilidade à realidade política e conformando os interesses dos diversos grupos sociais em disputa.
Abstract: The present work attempts to reflect critically on the usual place of political theory and brazilian social and political thought in the academic and intellectual of modern Brazilian political science. For this, we performed a brief historical analysis of formation of this field of epistemology and the United States and Brazil, highlighting the similarities and differences of this process in both countries. Argue against a naturalistic view and positivist inclination which contributes to the theoretical reflection of the political stand apart from the empirical discussion. We propose, thus, a political science that is able to incorporate the dimension “subjective,” the political culture, as an inherent part of the political practice of everyday life, through the concept of political languages. These languages are used by political actors are inevitably composed of concepts and values, giving intelligibility to political reality and shaping the interests of various social groups in dispute.
URI: http://www.teoriaepesquisa.ufscar.br/index.php/tp/article/view/283/206
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/38344
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCH - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.