Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DAG - Departamento de Agricultura >
DAG - Programa de Pós-graduação >
DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses) >

Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3911

Title: Estudo da qualidade fisiológica, bioquímica e ultra-estrutural durante o desenvolvimento e a secagem de sementes de soja
Other Titles: Physiological, biochemical and ultra structural studies during the development and drying of soybean seeds
???metadata.dc.creator???: Silva, Paulo de Albuquerque
???metadata.dc.contributor.advisor1???: Oliveira, João Almir
???metadata.dc.contributor.referee1???: Silva, Edvaldo Aparecido Amaral da
Vieira, Antônio Rodrigues Vieira
Guimarães, Renato Mendes
José, Solange Carvalho Barrios Roveri
???metadata.dc.description.concentration???: Fitotecnia
Keywords: Tolerância à dessecação
Ultra-estrutura
Enzimas
Proteinas termotolerantes
Desiccation-tolerance
Ultra structure
Enzimes
Heat-resistant proteins
???metadata.dc.date.submitted???: 10-Oct-2006
Issue Date: 23-Sep-2014
Citation: SILVA, P. de A. Estudo da qualidade fisiológica, bioquímica e ultra-estrutural durante o desenvolvimento e a secagem de sementes de soja. 2006. 55 p. Tese (Doutorado em Agronomia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2006.
???metadata.dc.description.resumo???: Durante o desenvolvimento e secagem, vários mecanismos de proteção atuam na manutenção da qualidade fisiológica de sementes. Estudos de tolerância à dessecação vem sendo objeto de estudo para o entendimento dos eventos associados com a maturação de sementes ortodoxas, como a soja. Dentre os diversos mecanismos atuantes na tolerância a dessecação, a atividade de proteínas resistentes ao calor, associada com açúcares não redutores e sistemas enzimáticos neutralizadores de radicais livres têm recebido uma atenção especial no meio científico. A manutenção da integridade de membranas celulares talvez seja a principal função destes mecanismos, sendo o seu estudo indicativo da efetividade da proteção promovida por estes. Nesse trabalho foi estudada a qualidade fisiológica, bioquímica e ultra-estrutrural durante o desenvolvimento e secagem de sementes de soja. Avaliou-se a qualidade fisiológica por meio de testes de germinação, emergência em condições controladas, teste de frio e condutividade elétrica. Para as avaliações bioquímicas estudou-se a atividade de proteínas resistentes ao calor, álcool desidrogenase (ADH), malato desidrogenase (MDH), superóxido dismutase (SOD) e catalase (CAT). As avaliações de ultra-estrutura foram feitas por meio de microscopia eletrônica de varredura (MEV). Concluiu-se que A síntese de proteínas resistentes ao calor é induzida pela diminuição no conteúdo de água das sementes, seja naturalmente ou artificialmente, a partir de 60% de umidade. A síntese de proteínas resistentes ao calor está diretamente relacionada com a qualidade fisiológica das sementes de soja. A SOD é ativa durante o desenvolvimento e a secagem de soja. A catalase só é efetiva após o ponto de maturidade fisiológica em sementes de soja. A atividade da MDH é constante durante a secagem de sementes de soja, porém, a atividade da ADH é intensificada. A semente de soja torna-se tolerante à dessecação quando possui em torno de 30% de teor de água. A secagem em sementes de soja com teor de água acima de 30%, provoca danos de membrana que diminuem a qualidade fisiológica das sementes. Os maiores valores de germinação em sementes de soja são alcançados quando estas atingem cerca de 30% de grau de umidade. Os maiores valores de vigor em sementes de soja são alcançados quando estas atingem cerca de 40% de grau de umidade no campo.
During the development and drying, several protection mechanisms act on the maintenance of the physiological quality of the seeds. Studies on desiccation tolerance allow the understanding of the events associated with the maturation of orthodox seeds, such as soybean. Among the mechanism involved on desiccation tolerance, the activity of heat-resistant proteins associated with non-reducing sugars and enzymatic systems that neutralize free radicals have received a special attention. Thus, this work studied the physiological, biochemical and ultra-structural changes during soybean seed development and drying. Physiological quality was evaluated by means of germination tests, emergence under controlled conditions, cold test and electrical conductivity. For the biochemical studies the activity of heat-resistant proteins, the enzymes alcohol dehydrogenase (ADH), malate dehydrogenase (MDH), superoxide dismutase (SOD) and catalase (CAT) were evaluated. The ultra structural study was performed by means of scanning electron microscopy (SEM). The results showed that synthesis of heat-resistant proteins was induced by the decreasing water content of the seeds naturally or artificially starting from 60% of moisture content. The heat-resistant protein synthesis was directly related to the physiological quality of soybean seeds. Soybean seeds become tolerant to desiccation when the seeds posses around 30% of moisture content. The results showed that SOD was active during development and drying of soybean seeds. The activity of MDH was constant during seed drying, whereas the activity of ADH was higher. Catalase was only effective after physiological maturity of soybean seeds. Drying of seeds with moisture content above 30%, caused reduction of cellular volume, disorganization of the cell walls and decrease in physiological quality of the seeds. Higher values of germination were observed in seeds with 30% of moisture content in the field, whereas higher values of vigor were observed in seeds with 40% of moisture content in the field.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3911
Publisher: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
???metadata.dc.language???: pt_BR
Appears in Collections:DAG - Agronomia/Fitotecnia - Doutorado (Teses)

Files in This Item:

File Description SizeFormat
TESE_Estudo da qualidade fisiológica, bioquímica e ultra-estrutural durante o desenvolvimento e a secagem de sementes de soja.pdf4.52 MBAdobe PDFView/Open

Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.


View Statistics

 


DSpace Software Copyright © 2002-2010  Duraspace - Feedback