Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9537
Título: Irradiação gama e UV-C na qualidade pós-colheita de mirtilo
Autor : Nunes, Samantha Pereira
Primeiro orientador: Lima, Luiz Carlos de Oliveira
Primeiro membro da banca: Freire, Juliana Mesquita
Carvalho, Elisângela Elena Nunes
Goulart, Patrícia de Fátima Pereira
Palavras-chave: Compostos fenólicos
Antocianinas
Atividade antioxidante
Análise físico-química
Phenolic compounds
Anthocyanins
Antioxidant activity
Physicochemical analysis
Data da publicação: 13-Mai-2015
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Referência: NUNES, S. P. Irradiação gama e UV-C na qualidade pós-colheita de mirtilo. 2015. 94 p. Dissertação (Mestrado em Ciência dos Alimentos)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: O mirtilo (Vaccinium ashei Reade), ainda pouco cultivado no Brasil, tem despertado o interesse dos produtores por ser um fruto atrativo e possuir alto valor comercial. Esse pequeno fruto tem chamado a atenção de pesquisadores e consumidores por ser rico em compostos fitoquímicos, trazendo efeitos benéficos à saúde. Este trabalho foi realizado com o objetivo de avaliar, ao longo do armazenamento refrigerado, as características físico-químicas de mirtilos tratados com irradiação gama e radiação ultravioleta-C em diferentes doses, dando destaque para o efeito da irradiação no conteúdo de compostos fenólicos e antocianinas que são as principais substâncias que atribuem ao mirtilo o título de “fonte da longevidade”, já que esses compostos possuem elevado poder antioxidante. Os resultados deste trabalho mostram que para as análises de acidez, pH, sólidos solúveis, perda de massa e firmeza tanto a irradiação gama como a UV-C não provocaram efeitos significativos, apenas o tempo de armazenamento influenciou nesses parâmetros. A irradiação UV-C na dose de 4 kJ/m2, utilizada em mirtilos, provocou aumento no teor de compostos fenólicos e no potencial antioxidante, ao final do armazenamento refrigerado, quando comparados aos mirtilos irradiados na dose de 2 kJ/m2 e com os que não foram irradiados. Para os frutos submetidos à irradiação gama, apesar de observadas grandes variações no teor de compostos fenólicos totais nas doses de 0,0 kGy (controle), 0,5 kGy, 1,0 kGy e 1,5 kGy, não foi possível afirmar uma influência da irradiação nesses resultados. O ácido clorogênico foi o composto fenólico majoritário e concentrações significativas de rutina também foram encontradas nos frutos. A irradiação gama não provocou alterações no teor de antocianinas totais e individuais, houve um aumento no seu teor apenas no decorrer do armazenamento.
The blueberry (Vaccinium ashei Reade), little cultivated in Brazil, has aroused the producers’ interest for being an attractive fruit and have high commercial value. This small fruit has drawn the attention of researchers and consumers to be rich in phytochemicals compounds, bringing beneficial health effects. This study was carried out in order to assess, during refrigerated storage, the physicochemical characteristics of blueberries treated with gamma irradiation and UV-C radiation in different doses, highlighting the irradiation effect on the phenolic compounds content and anthocyanins which are the main substances that attribute to the blueberry the title of "longevity source", since these compounds have high antioxidant power. These results show that acid analysis, pH, soluble solids, mass loss and firmness both gamma irradiation and UV-C caused no significant effect, only the storage period has influenced those parameters. The UV-C irradiation at a dose 4 kJ/m2, used in blueberries, caused an increase in the phenolic compounds content and antioxidant potential at the end of refrigerated storage when compared to blueberries irradiated at a dose kJ/m2 and which were not irradiated. For the fruits subject to gamma irradiation, although observed large variations in the total phenolic compounds content at doses 0.0 kGy (control), 0.5 kGy, 1.0 kGy and 1.5 kGy, it was not possible to state an irradiation influence on these results. Chlorogenic acid was the major phenolic compound and significant concentrations of rutin were also found in fruits. Gamma irradiation caused no changes in total and individual anthocyanin content, there was an increase in its content during storage.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciência dos Alimentos, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9537
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Irradiação gama e UV-C na qualidade pós-colheita de mirtilo.pdf909,65 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.