DSpace
Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DEN - Departamento de Entomologia >
DEN - Programa de Pós-graduação >
DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1814

Título: Controle biológico de pragas do pimentão (Capsicum annuum L.) orgânico em cultivo protegido associado a manjericão (Ocimum basilicum L.)
Autor(es): Souza, Ivana Lemos
Orientador: Silveira, Luís Cláudio Paterno
Membro da banca: Carvalho, Lívia Mendes de
Silva, Alessandra de Carvalho
Área de concentração: Entomologia
Assunto: Diversidade vegetal
Predador
Parasitoide
Polinizador
Plant diversity
Predator
Parasitoid
Pollinator
Data de Defesa: 2014
Data de publicação: 2014
Agência de Fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: SOUZA, I. L. Controle biológico de pragas do pimentão (Capsicum annuum L.) orgânico em cultivo protegido associado a manjericão (Ocimum basilicum L.). 2014. 61 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Entomologia) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: O pimentão (Capsicum annuum L.) (Solanaceae) tem registrado altos índices de resíduos de defensivos, o que direciona pesquisas visando à redução do uso desses produtos, substituindo-os por outras estratégias mais sustentáveis. O manejo do habitat, por meio de sua diversificação, é uma ferramenta utilizada para regular as populações de pragas em diversos agroecossistemas. Há poucas informações a respeito da associação do manjericão (Ocimum basilicum L.) (Lamiaceae) com hortaliças, sobretudo as que produzem frutos. Esta planta atrativa pode abrigar inimigos naturais que irão regular pragas e pode também hospedar polinizadores, importantes para a produção do pimentão. Este trabalho foi realizado com o objetivo de estudar o controle biológico conservativo de pragas do pimentão, sob cultivo orgânico em casa de vegetação, com uso de manjericão como planta atrativa para inimigos naturais. O experimento foi realizado em uma área de cultivo orgânico, situada no campus da Universidade Federal de Lavras, em casa de vegetação, que foi subdividida internamente em seis compartimentos isolados entre si, tendo os tratamentos sido sorteados. Em cada compartimento foram instaladas cinco linhas centrais com plantas de pimentão e duas linhas marginais de manjericão. Os tratamentos foram: a) diversificado, no qual foi plantado o pimentão com o manjericão, em três compartimentos isolados na casa de vegetação e b) simplificado, contendo apenas pimentão nos canteiros centrais dos três compartimentos restantes. As amostragens foram feitas durante 15 semanas, nas plantas de pimentão, com sugador de insetos, e no manjericão por meio da batida de plantas em bandejas brancas. Os dados referentes à artropodofauna foram submetidos a análises faunísticas e comparados, estatisticamente, pela análise de variância. Foram analisados também os parâmetros associados à produção e à qualidade dos frutos, como comprimento, diâmetro, peso fresco e presença de defeitos. Verificou-se que os tratamentos foram semelhantes em relação à riqueza de espécies, mas o número de indivíduos foi maior no monocultivo (2.958) comparado ao diversificado (1.739). Houve dominância da família Aphididae, com diferença significativa entre os tratamentos, sendo a média de abundância maior no pimentão em monocultivo (11,9) que no diversificado (6,6). Maior índice de diversidade foi obtido no tratamento diversificado, bem como menor valor de dominância, indicando diferenças na estrutura da comunidade de artrópodes, quando havia linhas de manjericão nas bordas do canteiro de pimentão. Os parâmetros diâmetro, comprimento, classe e subclasse dos frutos, além de número de flores, não foram significativos, mas o peso de frutos foi maior no monocultivo. Conclui-se que a associação do manjericão ao cultivo de pimentão é benéfica, pois diminui a população de pulgões, mas sem afetar significativamente a produção.
Sweet pepper (Capsicum annuum L.) (Solanaceae) has recorded high levels of pesticide residues, which drives research aimed at reducing the use of these products, replacing them with more sustainable strategies. The habitat management through diversification is a tool used to regulate pest populations in diverse agroecosystems. There is little information about the association of basil (Ocimum basilicum L.) (Lamiaceae) with vegetables, especially those that produce fruit. This attractive plant can shelter natural enemies that will regulate pests and can host important pollinators for sweet pepper production. The objective of this study was to apply the conservation biological control in peppers under organic cultivation in greenhouse, using basil as attractive plant for natural enemies. The experiment was conduct in an organic greenhouse at UFLA, which was divided internally into six compartments isolated from each other, where treatments were randomly placed. In each compartment, five central lines with sweet pepper and two marginal lines of basil were planted. The treatments were: a) diversified, where it was planted peppers with basil, in three isolated compartments in the greenhouse, and b) simplified, containing only peppers in the three remaining compartments. Samples were collected for 15 weeks on the pepper plants with manual sucking device and on basil by beating of plants in white trays. Data regarding the arthropods were submitted to faunistic analysis and compared statistically by analysis of variance. Parameters associated with the production and quality of fruit, such as length, diameter, fresh weight and presence of defects were also analyzed. It was found that the treatments were similar with respect to species richness, but the number of individuals was higher in monoculture (2958) compared to the diversified (1739). There was dominance of the family Aphididae, with a significant difference between treatments, with greater abundance in monoculture pepper (11.9) than in the diversified (6.6). Greater diversity index was obtained in diverse treatment as well as smaller value of dominance, indicating differences in the arthropod community structure when lines of basil was installed at the edges of the pepper. The parameters diameter, length, class and subclass of fruit and flower number were not significant, but the fruit weight was higher in monoculture. We conclude that the combination of sweet pepper with basil decreases the aphid population, but without significantly affecting production.
Informações adicionais: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Entomologia, área de concentração em Entomologia, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/1814
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DEN - Entomologia - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Controle biológico de pragas do pimentão (Capsicum annuum L.) orgânico em cultivo protegido associado a manjericão (Ocimum basilicum L.).pdf2,31 MBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback