Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29211
metadata.artigo.dc.title: Composição bromatológica de genótipos de milheto em função do manejo de corte
metadata.artigo.dc.title.alternative: Bromatologic composition of millet varieties of according to the management cutting
metadata.artigo.dc.creator: Assis, Renato Lara de
Costa, Kátia Aparecida de Pinho
Pires, Fábio Ribeiro
Braz, Antonio Joaquim Braga Pereira
Monteiro, Fernando Pereira
Moreira, Juliane Ferreira Moraes
Cruvinel, Welma Santos
metadata.artigo.dc.subject: Detergente - Fibras
Nutrientes digestíveis totais
Forragem
Proteína bruta
Detergent - Fibers
Total digestible nutrients
Forage
Crude protein
metadata.artigo.dc.publisher: Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano
metadata.artigo.dc.date.issued: Sep-2011
metadata.artigo.dc.identifier.citation: ASSIS, R. L. de et al. Composição bromatológica de genótipos de milheto em função do manejo de corte. Global Science Technology, Rio Verde, v. 4, n. 3, p. 21-27, set./dez. 2011.
metadata.artigo.dc.description.resumo: Dentre várias espécies forrageiras que podem ser utilizadas para minimizar o efeito da estacionalidade de produção de forragem na época da seca, o milheto vem sendo explorado com uma alternativa para esse período. Diante disso, objetivou-se avaliar a produção e a composição bromatológica de dois genótipos de milheto, manejadas em três épocas, definidas com base no estádio fenológico da cultura. O delineamento utilizado foi de blocos ao acaso em esquema fatorial 2 x 3 (dois genótipos de milheto: BN2 e ADR500 e três estádios fenológicos: pré-emborrachamento (36 dias após semeadura - DAS), pré-florescimento (45 DAS) e início do florescimento (52 DAS)), com quatro repetições. Os resultados demonstraram que o genótipo ADR 500 apresentou resultados superiores de produção de massa seca e teor de proteína bruta, em relação ao genótipo BN2. Os melhores valores nutritivos foram obtidos no estádio fenológico do pré-emborrachamento aos 36 DAS. No entanto, para associar produção e qualidade de forragem, recomenda-se 45 DAS como a melhor idade de corte, uma vez que, nesse estádio de desenvolvimento, o acúmulo de forragem foi proporcionalmente maior que a redução na qualidade.
metadata.artigo.dc.description.abstract: Among the various forage species that can be used to minimize the effect of seasonality of forage production in the dry season, pearl millet is being explored as an alternative to that period. Therefore, the objective was to evaluate the production and bromatologic composition of two pearl millet genotypes, managed three times, set based on the developmental stage of culture. The design was randomized blocks in factorial scheme 2 x 3 (two pearl millet genotypes: BN2 and ADR500 and three phenological stages: pre-boot stage (36 days after sowing - DAS), pre-flowering (45 DAS) and early flowering (52 DAS), with four replications. The results showed that the genotype 500 ADR results presented higher production of dry matter and crude protein content in relation to genotype BN2. Better nutritive values were obtained at pre boot. However, to associate forage production and quality, 45 DAS is recommended as the best stage, because forage accumulation at this time was proportionally higher than reduction on quality.
metadata.artigo.dc.identifier.uri: https://rv.ifgoiano.edu.br/periodicos/index.php/gst/article/view/282
http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/29211
metadata.artigo.dc.language: pt_BR
Appears in Collections:DFP - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.