Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3072
Título: Desempenho, características de carcaça e qualidade da carne de bovinos alimentados com lipídeos e ionóforo
Título(s) alternativo(s): Performance, carcass characteristics and meat quality of cattle fed ionophores and lipids
Autor : Santarosa, Leonardo de Castro
Primeiro orientador: Ladeira, Márcio Machado
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Gonçalves, Tarcísio de Moraes
Primeiro membro da banca: Ramos, Eduardo Mendes
Chizzotti, Mario Luiz
Área de concentração: Nutrição de ruminantes
Palavras-chave: Cla
Gordura protegida
Monensina
Soja
Cla
Protected fat
Monensin
Soybean
Data da publicação: 21-Ago-2014
Referência: SANTAROSA, L. de C. Desempenho, características de carcaça e qualidade da carne de bovinos alimentados com lipídeos e ionóforo. 2011. 100 p. Dissertação (Mestrado em Zootecnia)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: Objetivou-se avaliar o desempenho, características de carcaça, as características qualitativas e o perfil de ácidos graxos na carne de tourinhos alimentados com grão de soja moído ou gordura protegida, suplementados ou não com ionóforos. Foram utilizados 40 bovinos, com idade média de 20 meses e peso vivo inicial médio de 359 ±47 kg, distribuídos em um delineamento inteiramente casualizado, em um arranjo fatorial 2 x 2. As dietas tiveram a silagem de milho como volumoso e quatro diferentes tipos de concentrados foram utilizados, tendo como variáveis a adição de fontes de lipídeos: grão de soja moído e gordura protegida oriunda de óleo de soja (Megalac®), e a inclusão (230 mg/cabeça/dia) ou não do ionóforo monensina sódica (Rumenpac®). O abate dos animais foi realizado utilizando a técnica de concussão cerebral e secção da veia jugular, seguido de remoção do couro e evisceração. Na desossa, às 24h post mortem, foram coletadas amostras do músculo Longissimus dorsi (LD), da meia carcaça esquerda, para as análises de composição centesimal, cor, oxidação lipídica (TBARS) e perfil de ácidos graxos, que foi determinado por cromatografia gasosa de alta resolução. As fontes de lipídeos utilizadas, com a adição ou não do ionóforo monensina sódica não influenciaram (P>0,05) o desempenho e as características de carcaça. A monensina sódica, na dosagem utilizada, não afetou (P>0,05) o perfil de AG da carne. As dietas não afetaram as concentrações dos ácidos mirístico e palmítico (P>0,05) no músculo dos animais. No entanto, a carne dos animais que receberam gordura protegida apresentaram maiores concentrações (P<0,05) de de ácido oleico e linolênico no músculo. As concentrações de CLA (C18: 2 cis-9, trans-11) e ácido linoleico foram maiores no músculo de animais alimentados com soja (P<0,05). A inclusão de gordura protegida aumentou (P<0,05) os níveis de ácido oleico e CLA na gordura subcutânea. O grão de soja proporcionou maior (P<0,05) oxidação lipídica da carne; carnes mais escuras e menos vermelhas. O grão de soja proporciona carnes com melhor perfil de ácidos graxos, ou seja, mais benéficas à saúde humana. No entanto, proporciona maior oxidação da carne, o que influencia negativamente o tempo de prateleira.
The objective was to evaluate the performance, carcass characteristics, the quality characteristics and fatty acid profile in meat from young bulls fed soybean meal or fat-protected, or not supplemented with ionophores. A total of 40 cattle aged 20 months and average initial weight of 359 ± 47 kg, distributed in a completely randomized design in a 2 x 2 factorial arrangement. Diets were corn silage as forage and four different types of concentrates were used, with the addition of variables to lipid sources: soybean ground and protected fat originating from soybean oil (Megalac ®), and the inclusion (230 mg / head / day) or not the ionophore monensin (Rumenpac ®). The slaughter of animals was performed using the technique of brain concussion and section of the jugular vein, followed by removal of leather and evisceration. In bones, the 24 post-mortem samples were collected from the Longissimus dorsi (LD), of the half left, the analysis of chemical composition, color, lipid oxidation (TBARS) and fatty acid profile, which was determined by gas chromatography high resolution. The sources of lipids used, with or without addition of the ionophore monensin did not influence (P> 0.05) performance and carcass traits. The monensin, at the dosage used did not affect (P> 0.05) the profile of fatty acids of meat. Diets did not affect the concentrations of myristic and palmitic acids (P> 0.05) in muscle of animals. However, meat from animals fed protected fat had higher concentrations (P <0.05) of oleic acid and linolenic acid in the muscle. The concentrations of CLA (C18: 2 cis-9, trans-11) and linoleic acid were higher in muscle from animals fed with soy (P <0.05). The inclusion of protected fat increased (P <0.05) levels of oleic acid and CLA in subcutaneous fat. The soybean showed higher (P <0.05) lipid oxidation of meat, meat darker and less red. The soybean meats provides better fatty acid profile, which is more beneficial to human health. However, providing increased oxidation of meat, which negatively influences the shelf.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3072
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DZO - Zootecnia - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.