Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4595
Título: Características de carcaça e componentes não-carcaça de cordeiros em função do consumo alimentar residual
Título(s) alternativo(s): Residual Feed Intake (RFI) and carcass and non-carcass components in lambs
Autor : Grobe, Morgana Dayane
Primeiro orientador: Souza, José Camisão de
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Garcia, Iraides Ferreira Furusho
Primeiro membro da banca: Sousa, Raimundo Vicente de
Pereira, Idalmo Garcia
Área de concentração: Ciências Veterinárias
Palavras-chave: Composição tecidual
Corte comercial
Eficiência alimentar
Órgão
Commercial cuts
Feed efficiency
Organs
Tissue composition
Data da publicação: 2014
Agência(s) de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais (FAPEMIG)
Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)
Referência: GROBE, M. D. Características de carcaça e componentes não-carcaça de cordeiros em função do consumo alimentar residual. 2014. 59 p. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) – Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2014.
Resumo: Conduziu-se este trabalho, com o objetivo de avaliar o consumo alimentar residual (CAR) em cordeiros e estudar sua relação com características da carcaça e componentes não-carcaça. Cordeiros cruzados da raça Dorper (47) de 3 meses de idade foram alocados para dois períodos experimentais de 56 dias cada, após 15 dias de adaptação. Durante o primeiro período, 20 cordeiros (de 25,89±1,72 a 43,68±2,55 kg de peso corporal) e, no segundo período, 27 cordeiros (de 27,28±1,87 a 42,51±3,59 kg de peso corporal) foram usados. Quinzenalmente, o peso corporal, a área de olho de lombo e a espessura de gordura subcutânea no nível do Longissimus dorsi entre a 12a e a 13a costelas foram mensurados. Após o abate, os órgãos internos foram pesados, a carcaça seccionada ao meio e os cortes (pernas, paleta, lombo, costela, carre e pescoço) do lado esquerdo, pesados e suas proporções em relação ao peso da carcaça fria calculadas. O pernil foi dissecado para determinação das proporções de músculo, osso e gordura. O Consumo alimentar residual foi ajustado com medidas da composição corporal no animal vivo (ganho médio diário e peso vivo metabólico médio; CAR1) variando de -0,148kg∕d até 0,230 kg∕d (DP= 0,080 kg∕d). O segundo CAR (com ajuste adicional da espessura de gordura subcutânea; CAR2) variando de -0,130 kg∕dto 0,189 kg∕d (DP= 0,073 kg∕d).Os efeitos das classes de eficiência de CAR1 e 2 (positivo ou menos eficiente, intermediário, negativo ou mais eficiente) no peso e rendimento de carcaça e dos componentes não-carcaça foram analisados pelo procedimento GLM do SAS ® e as médias comparadas pelo teste de Tukey-Krumer em 5% significância. Os pesos da carcaça quente, paleta, lombo e gordura total foram maiores (P<0,05) para a classe CAR1-negativa comparados aos pesos da classe CAR1-mediana (22,4±0,4 e 21,5±0,4g, 2,02±0,04 e 1,87±0,04g, 0,48±0,19 e 0,41±0,02g, 0,41±0,02 e 0,34±0,02g, respectivamente). O peso e o rendimento de lombo foram maiores (P<0,05) para a classe CAR2-negativa comparado àqueles da classe CAR2-mediana (0,49±0,02g e 0,40±0,02g; 2,27±0,09 e 1,95±0,07%). O rendimento de músculo foi diferente somente no CAR2, sendo maior (P=0,02) na classe mediana (66,05±0,7%), em comparação com a classe positiva (62,54±0,9%). Componentes não-carcaça não diferiram entre as classes de eficiência nas duas equações de CAR. Apesar de que animais CAR-negativos tenham apresentado menor consumo de alimentar, os valores de carcaça foram adequados, especialmente dos cortes nobres, sendo esse achado importante para a recomendação de seleção genética baseada em CAR.
Abstract: The objective was to evaluate lamb RFI and study its relationship with carcass and non-carcass components. Three month old Dorper crossbred lambs (47), were allocated to two experimental periods of 56 days each, after a 15-d pre experimental period. During the first period, 20 lambs (from 25.89±1.72 to 43.68±2.55 kg of body weight) and in the second period, 27 lambs (from 27.28±1.87 to 42.51±3.59 kg of body weight) were used. Every fifteen days weights were taken and backfat thickness (BT) measured on the Longissimus dorsi muscle between the 12ndand the 13th ribs. After slaughter internal organs were weighed, the carcass was split in half and the left-side cuts (hind-legs, shoulder, loin, ribs, rack and neck) weighed and their proportions in relation to the cold carcass weight calculated. Legs were dissected for the determination of muscle, bone and fat proportions. Residual feed intake adjusted for live animal measures of body composition (averages daily gain and metabolic mid-point weight; RFI1) ranged from -0.148 kg d-1to 0.230 kg d-1 (SD= 0.080 kg d-1). A second RFI (additionally adjusted for gain in ultrasound backfat thickness; RFI2) ranged from -0.130 kg d-1 to 0.189 kg d-1 (SD= 0.073 kg d-1).The effects of RFI1 and 2 efficiency classes (positive or less efficient, intermediate, negative or more efficient) on carcass and non-carcass component weights and yields were analyzed by the GLM procedure of SAS® and means compared by the Tukey-Krumer test at 5% significance. Warm carcass, shoulder, loin and total fat weights were greater (P<0.05) for RFI1-negative compared to RFI1-intermediate animals (22.4±0.4 and 21.5±0.4g, 2.02±0.04 and 1.87±0.04g, 0.48±0.19 and 0.41±0.02g, 0.41±0.02 and 0.34±0.02g, respectively).Loin weight and percentage yield were greater (P<0.05) for RFI2-negative compared to RFI2-intermediate animals (0.49±0.02g and 0.40±0.02g, 2.27±0.09 and 1.95±0.07%). Muscle yield was different only in RFI2-classes, such that, it was greater (P=0.02) in intermediate (66.05±0.7%) then in positive animals (62.54±0.9%). Non-carcass components were not different between classes in both RFI equations. Although RFI-negative animals had lower feed intakes, their carcass values were adequate, especially for prime cuts, and this finding underscores the importance of genetic selection based on residual feed intake.
metadata.teses.dc.description: Dissertação apresentada à Universidade Federal de Lavras, como parte das exigências do Programa de Pós-Graduação em Ciências Veterinárias, área de concentração em Ciências Veterinárias, para a obtenção do título de Mestre.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/4595
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DMV - Ciências Veterinárias - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.