Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5258
Título: Indução, regeneração e caracterização morfoanatômica de calos de variedades de cana-de-açúcar
Autor : Vieira, Letícia Rios
Primeiro orientador: Chalfun Júnior, Antonio
metadata.teses.dc.contributor.advisor-co: Silva, Luciano Coutinho
Primeiro membro da banca: Paiva, Renato
Polo, Marcelo
Área de concentração: Biologia Molecular
Palavras-chave: Saccharum spp.
Potencial regenerativo
Calos organogênicos
Regenerative potential
Organogenic calli
Data da publicação: 2015
Agência(s) de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES)
Referência: VIEIRA, L. R. Indução, regeneração e caracterização morfoanatômica de calos de variedades de cana-de-açúcar. 2015. 60 p. Dissertação (Mestrado em Agronomia/Fisiologia Vegetal) - Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2015.
Resumo: O estabelecimento in vitro e a calogênese em cana-de-açúcar permitem a produção em massa de materiais regeneráveis e de qualidade, essencialmente importantes para transformação genética. O objetivo geral do trabalho foi estabelecer protocolos eficientes para a produção de calos com potencial regenerativo das variedades RB 855156, RB 92579 e RB 867515, bem como caracterizá-los morfoanatomicamente, visando à transformação genética. A desinfestação do palmito foi feita por submersão em etanol 70% e hipoclorito de sódio a 2% de cloro ativo. A calogênese foi induzida em meio MS suplementado com 3,0 mg.L-1 de 2,4-D, e os seguintes antioxidantes foram testados PVP (75, 150, 300 e 600 mg L -1), ácido cítrico e ácido ascórbico (7,5; 15; 30 e 60 mg.L-1). A caracterização morfológica dos calos foi por meio de classificação visual e a regeneração foi avaliada em três tempos de subcultivo. As análises anatômicas foram feitas por microscopia de luz. O protocolo de desinfestação foi eficiente para o estabelecimento in vitro das variedades RB855156 e RB92579. A variedade RB867515 apresentou contaminação endógena, impossibilitando seu cultivo. A calogênese foi eficiente, pois 100% dos explantes apresentaram calos. O melhor antioxidante testado foi o ácido cítrico (7,5 mg.L-1), pois os explantes apresentaram os menores índices de oxidação (0,32) em relação ao controle (2,16). Foram estabelecidos três diferentes tipos de calos: branco nodular compacto (BN); translúcido friável (TF); e mucilaginoso (M). O calo BN assim como o TF possui alto potencial regenerativo aos 84 dias de cultivo (100 e 90%, respectivamente). O calo mucilaginoso não se regenera. As análises histológicas dos calos mostraram que há diferença estrutural entre eles e que seus brotos possuem origem organogênica. Os calos organogênicos das variedades RB 855156 e RB92579, portanto, são potencialmente transformáveis devido ao seu potencial regenerativo e estabelecimento in vitro.
Abstract: Both the in vitro establishment and the callogenesis of sugarcane allow the mass production of quality regenerative material substantially important for genetic transformation. The overall objective of the study was to establish protocols for the efficient production of calli with the regenerative potential of varieties RB855156, RB92579 and RB867515, as well as their characterization regarding morphology and anatomy aiming the genetic transformation. The palm disinfestation was carried out by submersion in 70% ethanol and sodium hypochlorite at 2% active chlorine. Callogenesis was induced in MS medium supplied with 3,0 mg L-1 2,4-D, and the following antioxidants were evaluated PVP (75; 150; 300 and 600 mg L-1), citric acid, and ascorbic acid (7,5; 15; 30 and 60 mg L-1). Morphological characterization of calli was carried out by visual classification and regeneration was evaluated in three different moments. The anatomical analyzes were performed by light microscopy. The disinfection protocol was efficient for the in vitro establishment of varieties RB855156 and RB92579. Endogenous contamination prevented the cultivation of RB867515. The callogenesis was efficient, since 100% explants produced callus. The best antioxidant was the citric acid (7,5 mg L-1) as the explants exhibited lower oxidation rates (0,32) compared to the control (2,16). Three different types of calli were established: white compact nodular (BN); translucent friable (TF); and mucilaginous (M). Both BN and TF calli have high regenerative potential after 84 days of culture (100 and 90%, respectively). The mucilaginous callus does not regenerate. The anatomical analysis showed that there are structural differences between calli and their shoots are from organogenesis. Therefore, organogenic calli of RB855156 and RB 92579 varieties are potentially transformable due to their regenerative potential and in vitro establishment.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/5258
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções:DBI - Agronomia/Fisiologia Vegetal - Mestrado (Dissertações)



Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.