Use este identificador para citar ou linkar para este item: repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9736
Título : Characterization of food bars manufatured with agroindustrial by-products and waste
Título(s) alternativo(s): Caracterização de barras alimentícias elaboradas com subprodutos e resíduos agroindustriais
Autor: Paiva, Andréa Paolucci
Barcelos, Maria de Fátima Píccolo
Pereira, Juciane de Abreu Ribeiro
Ferreira, Eric Batista
Ciabotti, Sueli
Palavras-chave: Soybean residue extract
Pequi nut
Broken rice
Pineapple was
Resíduo do extrato de soja
Castanha de pequi
Quirera de arroz
Resíduo de abacaxi
Publicador: Editora da Universidade Federal de Lavras
Data da publicação: 8-Mai-2012
Referência: PAIVA, A. P. et al. Characterization of food bars manufatured with agroindustrial by-products and waste. Ciência e Agrotecnologia, Lavras, v. 36, n. 3, p. 333-340, May/Jun. 2012.
Resumo : Barras alimentícias são produtos obtidos a partir da junção de vários componentes, destacando-se na categoria dos snacks em razão do atributo portabilidade com foco em conveniência e saúde. A utilização de subprodutos e de resíduos agroindustriais alimentícios como ingredientes na elaboração de barras alimentícias têm grande importância em decorrencia do aproveitamento de remanescentes de considerado valor nutricional e funcional e diminuição do custo de produção. No trabalho, objetivou-se avaliar aspectos químicos e físico-químicos de barras alimentícias elaboradas com subprodutos quirera de arroz (QR) e castanha de pequi (CP), resíduo de extrato de soja (RES) e resíduo de abacaxi (RA). Utilizaram-se proporções distintas de QA: RES totalizando cinco tratamentos: 1:0 (A); 3:1 (B); 1:1 (C); 1:3 (D) e 0:1(E) e quantidades fixas dos demais componentes. Para análise estatística foram realizadas análise de variância e teste de Tukey, a 5% de significância. Os teores de umidade, proteínas, lipídeos, cinzas, minerais e de fibra alimentar foram estritamente crescentes à medida que aumentava-se o RES e diminuía-se a quantidade de QA. Já, com carboidratos e calorias, observou-se o inverso. Os valores de sólidos solúveis, pH e atividade da água, apresentaram-se crescentes com o aumento de resíduo do extrato de soja. Todos os tratamentos apresentaram pH levemente ácido e atividade da água abaixo de 0,6, podendo favorecer a segurança microbiológica. No escore químico, o tratamento A apresentou a lisina como aminoácido limitante em relação à referência da FAO/WHO (1990). As barras alimentícias podem ser conideradas ricas em fibra alimentar e com considerável aporte nutricional. Os tratamentos D e E apresentaram-se melhores no conjunto das variáveis analisadas para o consumo humano.
Abstract: Food bars are products obtained from the union of a number of components, standing out in the snack category due to their portability attribute with a focus on convenience and health. Utilization of by-products and agroindustrial food waste as ingredients in the making of food bars is highly important due to the utilization of leftovers of marked nutritional and functional value and decrease of the production cost. This work intended to evaluate the chemical and physicochemical aspects of food bars made with the by-products broken rice (BR) and pequi nut (PN), soybean extract residue (SER), and pineapple waste (PW). Distinct proportions of BR: SER respectively were used, amounting to five treatments: 1:0 (A); 3:1 (B); 1:1 (C); 1:3 (D) and 0:1(E) and fixed amounts of the other components. For the statistical analysis, variance analysis and the Tukey test were performed to 5% significance. The moisture, protein, lipid, ash, mineral, and dietary fiber contents were directly increased as the SER was increased and the amount of BR was decreased. However, the opposite was found with both carbohydrates and calories. The soluble solids, pH and water activity values presented increases with the increased soybean extract residue. All the treatments presented slightly acidic pH and water activity bellow 0.6, favoring microbiological safety. In the chemical score, treatment A presented lysine as the limiting aminoacid in relation to the Food and Agriculture Organization - FAO/WHO reference (1990). The food bars can be considered rich in dietary fiber and with considerable nutritional support. Treatments D and E proved better in the set of the variables studied for human consumption.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/9736
Idioma: en
Aparece nas coleções:DCA - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_Characterization of food bars manufatured with agroindustrial by-products and wa.pdf97,64 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons