Buscar

 

RI UFLA (Universidade Federal de Lavras) >
DCA - Departamento de Ciência dos Alimentos >
DCA - Programa de Pós-graduação >
DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações) >

Por favor, utilize esse identificador para citar este item ou usar como link: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3137

Título: Métodos de preservação de fungos potencialmente toxicogênicos
Título Alternativo: Methods to preserve potentially toxicogenic fungi
Autor(es): Guimarães, Lucas Costa
Orientador: Chalfoun, Sara Maria
Coorientador(es): Batista, Luis Roberto
Botelho, Deila Magna dos Santos
Membro da banca: Pereira, Marcelo Claudio
Assunto: Micotoxinas
Aspergilos
Penicillium
Mycotoxins
Data de Defesa: 11-Ago-2011
Data de publicação: 21-Ago-2014
Referência: GUIMARÃES, L. C. Métodos de preservação de fungos potencialmente toxigênicos. 2011. 55 p. Dissertação (Mestrado em Ciência dos Alimentos)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2011.
Resumo: Os micro-organismos são fontes de muitos compostos de alto valor que são úteis a todos os seres vivos assim como para os seres humanos, plantas e animais. O isolamento e melhoramento de um micro-organismo são processos longos e caros, por isso é essencial preservar a característica obtida para não ser preciso passar por esses procedimentos mais uma vez. Os fungos são organismos eucariontes, aclorofilados, heterotróficos, geralmente filamentosos, obtêm seu alimento por absorção, podem ser macro ou microscópicos, propagam-se por meio de esporos e armazenam glicogênio como fonte de reserva. Os fungos ao contaminarem os alimentos podem produzir substâncias tóxicas tais como micotoxinas. A grande diversidade genética do Reino Fungi torna relevante a conservação de culturas fúngicas (micotecas) desde há muitos anos. Várias coleções de culturas de referência internacional são mantidas em diversos países. As metodologias mais adequadas para a preservação dos micro-organismos por períodos prolongados baseiam-se na redução do metabolismo até um nível de dormência artificial. Este estudo foi realizado com o objetivo de avaliar três métodos de preservação de fungos (Castellani, repique contínuo e liofilização) potencialmente toxigênicos isolados a partir de alimentos, e identificar o melhor entre eles. As amostras foram obtidas no mercado varejista de lavras, fazendo parte da mesma alimentos não processados com sinais de deterioração (pêra, pêssego, castanha do pará e amendoim) e alimentos processados ainda dentro do prazo de validade (milho enlatado, linhaça, uva passas e amendoim). Os fungos obtidos foram isolados e identificados onde selecionou-se, apenas os fungos com potencial toxigênico obtendo um total de 12 fungos dos gêneros Aspergillus e Penicillium.Os isolados foram submetidos a três métodos de preservação (Castellani, repique contínuo e liofilização) avaliados a cada dois meses durante quatro tempos (8 meses) obtendo 100% de viabilidade durante os quatro tempos nos três métodos de preservação, porém obtendo uma variação em relação a preservação da produção de toxina e os métodos utilizados.
Microorganisms are a source of many high-value compounds which are useful to every living being, such as humans, plants and animals. Since the process of isolating and improving a microorganism can be lengthy and expensive, preserving the obtained characteristic is of paramount importance, so the process does not need to be repeated. Fungi are eukaryotic, achlorophyllous, heterotrophic organisms, usually filamentous, absorb their food, can be either macro or microscopic, propagate themselves by means of spores and store glycogen as a source of storage. Fungi, while infesting food, may produce toxic substances such as mycotoxins. The great genetic diversity of the Kingdom Fungi renders relevant the preservation of fungal cultures for many years. Several international reference mycological culture collections are maintained in many countries. The methodologies that are most fit for preserving microorganisms for extended periods are based on lowering the metabolism until it reaches a stage of artificial numbness. The goal of this study was to analyze three methods for potentially toxigenic fungal conservation (Castellani´s, continuous passages and lyophilization) and to identify the best among them. Samples - unprocessed foods which presented signs of deterioration (pear, peach, Brazil nut and peanut) and processed foods still within expiration date (canned corn, linseed, raisin and peanut) - were obtained from the Lavras retail market. The fungi obtained from the samples were isolated and identified, and only the ones with toxigenic potential were selected, resulting a total of 12 fungi of the genera Aspergillus and Penicillium. The isolated ones were submitted to three methods for fungal conservation (Castellani, continuous passages and lyophilization) and evaluated every two months during eight months, which presented a 100% viability in all three methods. The conservation of the toxin production, however, varied by method.
URI: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/3137
Publicador: UNIVERSIDADE FEDERAL DE LAVRAS
Idioma: pt_BR
Aparece nas coleções: DCA - Ciência dos Alimentos - Mestrado (Dissertações)

Arquivos neste Item:

Arquivo Descrição TamanhoFormato
DISSERTAÇÃO_Métodos de preservação de fungos potencialmente toxicogênicos.pdf373,16 kBAdobe PDFVer/abrir

Itens protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, Salvo indicação em contrário.


Mostrar estatísticas

 


DSpace Software Copyright © 2002-2007 MIT and Hewlett-Packard - Feedback