Please use this identifier to cite or link to this item: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/39955
metadata.teses.dc.title: Saúde mental do trabalhador em instituição federal de ensino superior: estratégias e fortalecimento do cuidado
metadata.teses.dc.title.alternative: Worker's mental health in the federal higher education institution: strategies and strengthening care
metadata.teses.dc.creator: Faria, Thaís Emmanuelle Mesquita Hermes
metadata.teses.dc.creator.Lattes: http://lattes.cnpq.br/9986305384149661
metadata.teses.dc.contributor.advisor1: Souza, Gustavo Costa de
metadata.teses.dc.contributor.referee1: Poles, Kátia
metadata.teses.dc.contributor.referee2: Sousa, Renato Ferreira de
metadata.teses.dc.contributor.referee3: Paradela, Victor Cláudio
metadata.teses.dc.subject: Saúde mental do trabalhador
Sofrimento psíquico
Técnicos administrativos em educação
Ensino superior
Occupational mental health
Psychic suffering
Administrative technicians in education
Higher education
metadata.teses.dc.date.issued: 13-Apr-2020
metadata.teses.dc.identifier.citation: HERMES FARIA, T. E. M. Saúde mental do trabalhador em instituição federal de ensino superior: estratégias e fortalecimento do cuidado. 2020. 152 p. Dissertação (Mestrado em Administração Pública)-Universidade Federal de Lavras, Lavras, 2020.
metadata.teses.dc.description.resumo: O registro de casos de pessoas que se ausentam de atividades laborais por sofrerem de enfermidades psíquicas vem crescendo ano após anos no Brasil, e ocupam a terceira posição entre as causas de concessão de benefícios previdenciários. Saúde mental é um tema relevante e está conquistando o âmbito de pesquisas em estudos organizacionais e gestão de pessoas. Neste contexto, muitas estratégias podem auxiliar na prevenção, identificação precoce, apoio e reabilitação da saúde mental do trabalhador. Christophe Dejours médico francês, sinaliza que é necessário estudar o sofrimento, pois ele é um requisito fundamental para se compreender o estado de luta em que o sujeito opera para sobreviver a problemas psíquicos e, a partir daí, esclarece o papel importante das intervenções preventivas que podem ser implantadas pelas organizações. Referente a essa temática dentro das Instituições Federais de Ensino Superior (IFES), fatores como a falta de transparência e participação na gestão, a limitação do poder de ação no desenvolvimento das atividades, dentre outros, prejudicam os processos de trabalho dos servidores Técnicos-Administrativos em Educação (TAEs), favorecendo o aparecimento de sofrimento mental. Ainda em relação ao tema, o Ministério da Saúde sinaliza que as intervenções relacionadas ao sofrimento psíquico devem ser concebidas na realidade do dia-adia do território, com as singularidades comunitárias em que o entendimento das estratégias dessa área se dá na compreensão do que vivenciam seus atores. Frente a essas reflexões, questiona-se: quais estratégias poderiam ser utilizadas em uma IFES ao lidar com o problema do sofrimento psíquico de servidores TAEs? Essa pesquisa busca compreender e identificar estratégias que podem ser adotadas em uma IFES para amenizar o problema do sofrimento psíquico de servidores TAEs. Utilizou-se do método qualitativo, através de um estudo de caso teórico-empírico, o qual buscou conhecer o trabalho destes servidores e compreender o panorama da saúde mental no contexto das IFES. Os resultados apontam que os principais fatores motivadores de conflitos e sofrimento mental são a sobrecarga, a competitividade, dificuldade nos relacionamentos interpessoais, falha na comunicação organizacional, desvios de função, medo e insegurança, entre outros. Para tratar desta temática, as ações devem ser orientadas por fatores como dimensionamento do trabalho, flexibilidade, capacitação gerencial, serviço de acolhimento, escuta e implantação de atividades voltadas para a Qualidade de Vida do Trabalhador. Esta pesquisa ainda aponta os benefícios da utilização de estratégias individuais e coletivas por parte dos trabalhadores, como atividades físicas, práticas alternativas como meditação, tratamento médico/terapêutico, entre outras para a saúde mental do trabalhador. Para finalizar, são apresentadas estratégias organizacionais combinadas como a criação de um espaço comunitário de fala e a implantação de uma política institucional, como medidas que podem ampliar o cuidado à saúde mental do trabalhador.
metadata.teses.dc.description.abstract: The registration of cases of people who are absent from work activities due to suffering from mental illnesses has been growing year after year in Brazil, and occupy the third position among the causes of granting social security benefits. Mental health is a relevant topic and is conquering the scope of research in organizational studies and people management. In this context, many strategies can assist in the prevention, early identification, support and rehabilitation of the worker's mental health. Christophe Dejours, a French doctor, points out that it is necessary to study suffering, as it is a fundamental requirement to understand the state of struggle that the subject operates to survive psychological problems and from there, clarifies the important role of preventive interventions that can be implemented by the organization. Regarding this theme within the Federal Higher Education Institutions (IFES), factors such as the lack of transparency and participation in management, the limitation of the power of action in the development of activities, among others, hamper the work processes of the Technical- Administrative servers in Education (TAEs), favoring the appearance of mental suffering. Still in relation to the theme, the Ministry of Health signals that interventions related to psychological suffering must be conceived in the reality of the daily life of the territory, with the community singularities in which the understanding of the strategies of this area occurs in the understanding of what they experience. actors. Faced with these reflections, the question arises: what strategies could be used in an IFES when dealing with the problem of mental suffering of TAEs? This research seeks to understand and identify which strategies can be carried out in an IFES to alleviate the problem of psychological suffering of TAEs.The qualitative method was used, through a theoretical-empirical case study that sought to know the work of these civil servants and understand the panorama of mental health in the context of the IFES. The results showed that the main motivating factors for conflicts and mental suffering are overload, competitiveness, difficulty in interpersonal relationships, failure in organizational communication, function deviations, fear and insecurity, among others. To address this issue, the actions must be guided by factors such as work dimensioning, flexibility, managerial training, welcoming service, listening and implementing activities aimed at the Worker's Quality of Life. This research also points out the benefits of using individual and collective strategies on the part of workers such as physical activities, alternative practices such as meditation, medical / therapeutic treatment, among others for the worker's mental health. Finally, combined organizational strategies are presented, such as the creation of a community space for speech and the implementation of an institutional policy, as measures that can expand the mental health care of workers.
metadata.teses.dc.description: Arquivo retido, a pedido da autora até abril 2021.
metadata.teses.dc.identifier.uri: http://repositorio.ufla.br/jspui/handle/1/39955
metadata.teses.dc.publisher: Universidade Federal de Lavras
metadata.teses.dc.language: por
Appears in Collections:DAE - Administração Pública - Mestrado Profissional (Dissertações/TCC)

Files in This Item:
There are no files associated with this item.


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.